Arquivo do mês: janeiro 2013

Heterotopologia: terceiro princípio

3. A heterotopia consegue sobrepor, num só espaço real, vários espaços que seriam incompatíveis. Exemplos: a) teatro e cinema: no mesmo espaço (no retângulo do palco ou da tela), vários lugares se sucedem, uns diferentes dos outros. b) jardim e tapete persa: … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Heterotopologia: segundo princípio

2. Cada heterotopia tem uma função determinada, e pode mudar de função com o tempo. O cemitério: a cidade dos mortos, a primeira cidade; o túmulo, a casa do morto. O cemitério marca a presença de uma ausência, é o lugar … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Heterotopologia: primeiro princípio

Para cada princípio, ou característica, Foucault dá dois exemplos extremos e um intermediário. Todas as culturas produzem heterotopias, sob as mais variadas formas. Todo grupo social pressupõe uma identidade entre seus membros e um lugar de encontro. Assim, ao mesmo … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Heterotopia

As heterotopias “são espécies de utopias realizadas nas quais todos os sítios reais dessa dada cultura podem ser encontrados, e nas quais são, simultaneamente, representados, contestados e invertidos.” (De outros espaços, p.4) Neste sentido, as heterotopias são um espelho da … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Sobre os espelhos

FOUCAULT, Michel. “De outros espaços”. “O espelho funciona como uma heterotopia neste momentum: transforma este lugar, o que ocupo no momento em que me vejo no espelho, num espaço a um só tempo absolutamente real, associado a todo espaço que … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Apontamentos para uma Breve História do Espaço

O espaço medieval é caracterizado como espaço da disposição: hierárquico, fixo, imóvel. As grandes viagens (séc.XIV-XV), terrestres e marítimas, são responsáveis pela desestabilização de tal fixidez e pela extensão das fronteiras e limites geográficos. O aumento e concentração da população urbana (c.a. séc.XIII), … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

As cidades e seus muros

O que define, delimita uma cidade, são seus muros. No entanto, hoje, parece que os muros não mais existem, não demarcam mais os limites das cidades, pelo menos desde 1989, com a queda do Muro de Berlim. Alguns casos contemporâneos … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O corpo utópico (Michel Foucault)

link [excertos] “Meu corpo é o contrário de uma utopia, é o que nunca está sob outro céu, é o lugar absoluto, o pequeno fragmento de espaço com o qual, em sentido estrito, eu me corporizo.” “Depois de tudo, creio … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

As Cidades Invisíveis (Ítalo Calvino)

Italo Calvino. As Cidades Invisiveis LEIAM!

Publicado em Uncategorized | Marcado com | 1 Comentário

O conto da ilha desconhecida (José Saramago)

José Saramago. O conto da ilha desconhecida

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário